Seguro a espada a apontar para a terra. Bem firme nas duas mãos, ergo-a ao alto e, num grito, cravo-a no chão:

– O meu compromisso não é comigo, é com o mundo!

(31 de Agosto de 2007)